Cirurgia Oncológica

Especialidade médica e cirúrgica, cujo objetivo é tratar as neoplasias, alterações celulares que acarretam crescimento exagerado de células, ou seja, sua proliferação anormal. Esse fato decorre da redução ou da perda da capacidade de as células se diferenciarem em consequência de mudanças nos genes que regulam o crescimento e a diferenciação celular. A neoplasia pode ser maligna ou benigna.

Dentre as principais cirurgias oncológicas, encontram-se:

Esofagectomias: tratamento do câncer do esôfago e a gastrectomia que trata do câncer gástrico.

Duodenopancreatectomias: ressecção do tumor da cabeça do pâncreas, em conjunto com o arco duodenal e, muitas vezes, em conjunto com vasos sanguíneos adjacentes.

Colectomias: ressecção de tumores colorretais, o câncer do colo do reto. O tratamento consiste na retirada do tumor que pode ser a ressecção endoscópica (colonoscopia) ou cirúrgica. A ressecção endoscópica é realizada nos casos iniciais no câncer, ou seja, quando não houve comprometimento mais profundo da parede do intestino. Nos casos cirúrgicos, o segmento intestinal comprometido é retirado e o tratamento complementar é com quimioterapia e radioterapia, tratamentos que são indicados antes ou após a cirurgia e nos casos mais avançados para evitar ou tratar lesões metastáticas.

Gastrectomias: envolve a ressecção total ou parcial do estômago podendo ser utilizada para tumores malignos e benignos

Linfadenectomias: cirurgias que incluem a retirada de gânglios (linfonodos) da região abdominal acometida por doenças oncológicas com metástases linfonodos e tumores específicos dos linfáticos

Cirurgias de recidivas tumorais: tumores gastrointestinais podem, em alguns casos, necessitar de mais de uma única ressecção. Outros tumores avançados podem também necessitar de cisto-redução cirúrgica como parte do tratamento complementar.

Histerectomias: tumores ginecológicos de colo uterino, endométrio, ovário, que podem ser operados por via aberta ou por via laparoscópica, esta a mais utilizada, visto que proporciona menos dor e boa recuperação do paciente.

Tumores de pele: classificam-se em dois grupos: melanomas e não melanomas. Ambos são tratados com cirurgias de ressecção e de reconstrução, dependendo do estagio da doença.

Mais artigos e textos

Agende Agora

Informações e agendamento de consultas:

19. 3418 0000

Gastrocentro

Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologia | Cirurgia de Obesidade e Cirurgia Oncológica

desenvolvido por Index Soluções